sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Eu dou a minha palavra que estou tentando ser delicada... Gente, será que as pessoas ainda não entenderam que eu tomo em média 11 comprimidos por dia e de que eu preciso andar com a minha caixinha de remédios pra todo canto? Sim, 11 por dia, 8 quadradinhos com os dias da semana e um reserva, em média 88 pílulas por semana, em torno de 350 por mês, um pouco mais de 4000 por ano, qual é o problema? Toda vez que eu puxo a caixinha o povo que já convive comigo ainda se surpreende e quer saber porque tanto medicamento, por que eu não procuro outro médico, que é um exagero, se não sou hipocondríaca e um blá, blá, blá chatinho que só... Aaaaaaaah, tenha santa paciência!!! Depois reclamam quando eu estou no meu momento Mafalda ou Saraiva. Quem ainda não sabe da tal da Miastenia Gravis vai ler um pouquinho no Dr. Google, no meu blog, consulta os búzios, vai num neuro, joga cartas, pergunta ao anjo de guarda e me deixa tomar meu coquetel de boa, sem encheção do meu saco ou me pergutarem se eu sou louca para ingerir tantos comprimidos? Eu não tenho outra opção para viver senão tomar os meus comprimidinhos. Não é uma escolha dentre outras, é a ÚNICA escolha.

Ai, que dia lindo, desabafei!